COMPARTILHE clicando em SHARE

Mostrando postagens com marcador Prontidão em Contribuir. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Prontidão em Contribuir. Mostrar todas as postagens

20130928

A oferta de Maria

Play

Por que a molestais? Ela praticou boa ação para comigo. Marcos 14:6

A festa na casa de Simão reuniu muitos dos judeus, pois sabiam que Cristo estava lá. Eles foram não somente para ver Jesus. Muitos tinham curiosidade de ver a pessoa que fora ressuscitada dos mortos. Eles pensavam que Lázaro teria maravilhosas experiências a relatar. Admiraram-se de que não lhes dissesse nada. [...] Porém, Lázaro tinha um maravilhoso testemunho a ser dado quanto à obra de Cristo. Para esse fim fora ressuscitado. Ele era um vivo testemunho do poder divino. Com convicção e poder, declarava ser Cristo o Filho de Deus. [...]

20130624

Ministério de conforto

Play



Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados. Mateus 5:4

O Senhor opera mediante instrumentos humanos e encarrega Seus seguidores do dever de ministrar aos que estão desanimados e aflitos. Há corações ao nosso redor que precisam ser elevados, que precisam dos raios luminosos do Sol da Justiça. O Senhor olha para aqueles que Ele tem confortado e abençoado para iluminar os que estão em trevas e aliviar os que sofrem. Aqueles que receberam luz e paz e alegria não devem ignorar os que choram, mas se achegar a eles com empatia humana e ajudá-los a enxergar o Salvador perdoador de pecados, o Deus misericordioso.

20130623

Não roube a Deus

Play



Vós Me roubais e dizeis: Em que Te roubamos? Nos dízimos e nas ofertas. Malaquias 3:8

Você roubaria a Deus? A Bíblia fala sobre isso como se fosse impossível que alguém se arriscasse a fazer tal coisa. “Todavia, vós Me roubais.” [...]

O Senhor viu como seria o mundo quando estivesse repleto de habitantes, e por essa razão fez uma aliança com Seu povo para que Lhe devolvam os dízimos e as ofertas, segundo a ordem que Ele deu. Isso Lhe pertence. Não pertence a nenhum de nós. Deus fez esse acordo com você, para que você possa demonstrar que entende sua dependência e a responsabilidade para com Ele ao devolver a porção dEle. Ao fazer isso, a bênção divina será derramada sobre você. Tudo o que temos pertence ao Senhor e nos foi confiado como administradores Seus. Para que possamos devolver-Lhe, Ele precisa primeiro nos dar. […]

20130526

Uma igreja viva

Play




Rogamos e exortamos no Senhor Jesus que, como de nós recebestes, quanto à maneira por que deveis viver e agradar a Deus, e efetivamente estais fazendo, continueis progredindo cada vez mais. 1 Tessalonicenses 4:1

Ansiamos ver o verdadeiro caráter cristão se manifestar na igreja; ansiamos ver seus membros libertos do espírito frívolo e irreverente; desejamos ardentemente que compreendam seu grande chamado em Cristo Jesus. Alguns que professam a Cristo esforçam-se ao extremo para viver e agir de maneira que sua fé religiosa receba a aprovação de pessoas de valor moral, para que sejam induzidas a aceitar a verdade. Há muitos, porém, que não sentem responsabilidade alguma, mesmo a de manter a si mesmos no amor de Deus, e que, em vez de abençoar outros por meio de sua influência, são um fardo àqueles que trabalham, vigiam e oram. [...]

20130513

Um novo cântico

Play




Entoavam novo cântico, dizendo: Digno [...] porque foste morto e com o Teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação; e para o nosso Deus os fizeste reis e sacerdotes; e eles reinarão sobre a Terra. Apocalipse 5:9, 10

Deus confiou em nós ao nos tornar depositários de recursos e de Sua preciosa graça. Agora, Ele nos indica os pobres, sofredores e oprimidos, aqueles que estão presos em cadeias de superstição e erro; assegura-nos que, se fizermos o bem a eles, Ele aceitará nosso serviço como havendo sido oferecido a Ele próprio. Declara: “Em verdade vos digo que, quando o fizestes a um destes Meus pequeninos irmãos, a Mim o fizestes” (Mt 25:40).

Os pobres não são excluídos do privilégio de doar. Tanto quanto os ricos devem eles também tomar parte nessa obra. A lição deixada por Cristo, com relação às duas moedinhas da viúva, mostra-nos que as menores ofertas dos pobres, se entregues com o coração repleto de amor, são tão aceitáveis quanto as volumosas doações dos ricos. [...]

20130512

HONRA AO SENHOR





Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda. Prov. 3:9.

Prosperidade financeira não é apenas o resultado da habilidade humana para os negócios. Biblicamente, é um dom divino.

Honrar ao Senhor com os bens é reconhecer que Deus é dono de tudo, e que a criatura é apenas administradora daquilo que recebeu do Criador. Esse fato é apresentado por Salomão como o segredo de uma vida próspera.

O texto de hoje está no capítulo três, que tem como tema central a sabedoria que Deus oferece gratuitamente aos que a buscam. Viver com sabedoria é reconhecer que Deus é o Criador e o ser humano, a criatura. Esse reconhecimento não é apenas teórico e intelectual, é prático e experimental. Sair da teoria e entrar na realidade da vida prática é: “Honrar a Deus com os bens”. O resultado disso é a prosperidade financeira.

20130503

A bênção de doar

Play



A alma generosa prosperará, e quem dá a beber será dessedentado. Provérbios 11:25

No plano da salvação, a sabedoria divina designou a lei da ação e reação, tornando duplamente bendita a obra de beneficência em todos os seus ramos. O que dá aos necessitados beneficia a outros e é ele próprio beneficiado em grau ainda maior. [...]

Para que não perdêssemos os benditos resultados da beneficência, nosso Redentor elaborou o plano de nos alistar como Seus cooperadores. Mediante uma cadeia de circunstâncias que despertariam nossa caridade, Ele nos concede os melhores meios de cultivar a beneficência e nos conserva doando habitualmente para ajudar os pobres e promover Sua causa. Por meio das necessidades deles, o mundo arruinado está extraindo de nós talentos em forma de recursos e influência a fim de apresentar-lhes a verdade, por falta da qual estão a perecer. [...] Doando, beneficiamos a outros, acumulando assim verdadeiras riquezas. [...]

20130415

Tesouro particular

Play



A todo o que tem se lhe dará, e terá em abundância; mas ao que não tem, até o que tem lhe será tirado. Mateus 25:29

Aqueles que aceitam Jesus como seu Salvador pessoal viverão em humildade, paciência e amor. Eles não se entregam ao Senhor visando ao benefício que podem receber. Tornam-se um com Cristo assim como Cristo é um com o Pai, e diariamente recebem a recompensa de ser participantes da humildade, do vitupério, da renúncia e da abnegação de Cristo. Sua alegria está em guardar as ordens do Senhor. No serviço verdadeiro, encontram esperança, paz e conforto e, com fé e coragem, avançam no caminho da obediência, seguindo Aquele que entregou a vida por eles. Por meio de sua consagração e devoção, revelam ao mundo a veracidade das palavras: “Logo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim” (Gl 2:20).

20130330

O privilégio de doar

Play



Servi uns aos outros, cada um conforme o dom que recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. 1 Pedro 4:10

Deus abençoa a terra com o brilho do sol e com a chuva. Faz com que a terra produza seus abundantes tesouros para o uso do homem. Deus fez o ser humano Seu administrador para dispensar as dádivas celestiais levando pessoas à verdade. Meus irmãos da América do Norte [escrito da Austrália, em 1895] perguntarão como os alcançou a preciosa salvadora verdade, quando estavam em trevas? Homens e mulheres levaram seus dízimos e ofertas a Deus e, ao encherem de meios o tesouro, homens foram enviados para levar avante a obra. Esse mesmo processo deve ser repetido, a fim de ser alcançadas hoje as pessoas que estão em trevas. [...]

20130329

Campos missionários

Play



Ide, portanto, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os. Mateus 28:19

Nossas igrejas frequentemente recebem o pedido de doações e ofertas para ajudar projetos missionários no próprio campo ou sustentar o trabalho missionário em campos estrangeiros. [...] De cada igreja devem subir a Deus orações pelo aumento de devoção e liberalidade. Aqueles cujo coração está unido ao coração de Cristo se alegrarão em fazer o que puderem a fim de ajudar a causa de Deus. Eles se alegrarão na contínua expansão e avanço, o que requer ofertas maiores e mais frequentes.

20130328

Pedindo para servir

Play

O próprio Filho do homem não veio para ser servido, mas para servir. Marcos 10:45

Cristo recebia constantemente do Pai para que nos pudesse comunicar. “A palavra que ouvistes”, disse Ele, “não é Minha, mas do Pai que Me enviou” (Jo 14:24). [...] Vivia, meditava e orava não para Si mesmo, mas para os outros. Depois de passar horas com Deus, apresentava-Se manhã após manhã para comunicar a luz do Céu às pessoas. Diariamente recebia novo batismo do Espírito Santo. Nas primeiras horas do novo dia, o Senhor O despertava de Seu repouso e Seu coração e lábios eram ungidos de graça para que a pudesse transmitir a outros. As palavras Lhe eram dadas diretamente das cortes celestiais; palavras que Ele pudesse falar oportunamente aos cansados e oprimidos. [...]

20130325

Deus e o dinheiro

Play




Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há de odiar um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. Mateus 6:24

Satanás apresenta hoje as mesmas tentações que apresentou a Adão e a Jesus, o segundo Adão, que venceu o inimigo e possibilitou que o ser humano vencesse. [...] São os nossos esforços somados ao poder de Cristo que nos farão vencedores. [...]

O Céu inteiro observa com interesse para ver que uso estamos fazendo dos talentos que nos foram confiados por Deus. Se desejamos acumular tesouros no Céu, usaremos os bens do Senhor para o avanço de Sua causa, para a salvação de nossos semelhantes e para abençoar a humanidade. Tudo o que for assim usado, o Senhor depositará em nossa conta no banco que nunca falha. Quando amamos a Deus de todo o coração, os bens não são um impedimento para o progresso na luta cristã, pois as pessoas consagradas discernirão os melhores investimentos a serem feitos e usarão sua riqueza para abençoar os filhos de Deus.

20130315

Nos passos de Cristo

Play




Tende em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus, [...] [que] a Si mesmo Se esvaziou, assumindo a forma de servo, tornando-Se em semelhança de homens. Filipenses 2:5-7

O Filho de Deus […] deixou Suas riquezas, honra e glória e revestiu Sua divindade com a humanidade, essa humanidade que pode se apoderar da divindade e tornar-se participante da natureza divina. Ele veio não para viver em palácios reais, sem preocupações ou trabalhos e ser provido de toda comodidade que a natureza humana tão naturalmente anseia. O mundo jamais contemplou o Senhor em toda a Sua riqueza. No concílio do Céu, Ele escolheu permanecer nas fileiras do pobre e do oprimido, [...] aprender o ofício de seus pais terrenos. Ele veio ao mundo para ser um reconstrutor de caráter e trouxe para o trabalho que realizava a perfeição que desejava reproduzir no caráter que estava transformando por Seu divino poder.

20130314

Exemplo de liberalidade

Play




Aquele que semeia pouco pouco também ceifará; e o que semeia com fartura com abundância também ceifará. 2 Coríntios 9:6


A liberalidade é uma das indicações do Espírito Santo, e quando o professo povo de Deus retém do Senhor o que Lhe pertence em dízimos e ofertas, sofre perda espiritual. [...] Seria melhor não dar absolutamente nada do que dar de má vontade, pois, se dermos de nossos meios quando não temos o espírito de dar liberalmente, zombamos de Deus. Tenhamos sempre em mente que estamos lidando com Alguém de quem dependemos em cada bênção. Alguém que lê toda intenção do coração, cada propósito da mente.

20130307

O que Deus aprecia

Play




A quem dá liberalmente, ainda se lhe acrescenta mais e mais; ao que retém mais do que é justo, ser-lhe-á em pura perda. Provérbios 11:24

A experiência mostra que, entre os de recursos limitados, com maior frequência se encontra o espírito de beneficência do que entre os ricos. As mais liberais doações para a causa de Deus ou para socorro aos necessitados provêm da bolsa do pobre, enquanto muitos a quem o Senhor confiou em abundância para esse mesmo propósito não veem necessidade de meios para o avanço da verdade e não ouvem o clamor dos pobres que estão entre eles. [...]

Fruto da abnegação, a dádiva do homem pobre para difundir a preciosa luz da verdade é como um perfumado incenso diante de Deus. Todo ato de sacrifício próprio para o bem dos outros fortalecerá o espírito de beneficência no coração do doador, ligando-o cada vez mais ao Redentor do mundo, que é rico, mas, por amor de nós, Se fez pobre, para que pela Sua pobreza enriquecêssemos.

20130306

A alegria de apoiar a obra de Deus

Play



Senhor, nosso Deus, toda esta abundância que preparamos para Te edificar uma casa ao Teu santo nome vem da Tua mão e é toda Tua. 1 Crônicas 29:16

Ao construírem o templo, o pedido de recursos encontrou corações voluntários em corresponder. Não deram com relutância. Regozijavam-se na perspectiva da construção de um edifício para adoração a Deus, e deram mais do que o necessário para esse desígnio. Davi bendisse o Senhor diante de toda a congregação, e disse humildemente que eles estavam apenas devolvendo o que era dEle.

Davi compreendia bem de onde lhe vinha toda a abundância. Quem dera que o povo de hoje, que se regozija no amor do Salvador, compreendesse que a prata e o ouro que possui são do Senhor e devem ser usados de modo a glorificá-Lo, e não os retendo de má vontade, para enriquecer e satisfazer a si mesmo! [...] Tudo quanto possuem é dEle.

20130305

Liberalidade na obra de Deus

Play



Nenhum homem ou mulher faça mais obra alguma para a oferta do santuário. Assim, o povo foi proibido de trazer mais. Êxodo 36:6

Sob o sistema judaico, o povo era ensinado a cultivar o espírito de liberalidade, tanto em sustentar a causa de Deus como em socorrer os necessitados. Na colheita e na vindima, os primeiros frutos do campo – o grão, o vinho e o azeite – deviam ser consagrados em oferta ao Senhor. Os restos e os cantos dos campos eram reservados para os pobres. Os primeiros frutos da lã, ao serem tosquiadas as ovelhas, e dos cereais, quando o trigo era debulhado, deviam ser oferecidos ao Senhor; e fora ordenado que os pobres, as viúvas, os órfãos e os estrangeiros fossem convidados para seus banquetes. Ao fim de cada ano, exigia-se de todos que fizessem solene juramento quanto a haverem ou não agido segundo o mandamento de Deus. 


Essa medida foi tomada pelo Senhor a fim de gravar no povo a ideia de que em tudo Ele devia ser o primeiro. Mediante esse sistema de beneficência,deviam ter em mente que seu benévolo Senhor era o verdadeiro proprietário dos campos, rebanhos e gados que tinham em seu poder; que o Deus do Céu lhes enviava o sol e a chuva para a sementeira e a sega, e que tudo quanto possuíam era criação dEle. Tudo era do Senhor, e Ele os fizera administradores de Seus bens.

A liberalidade dos judeus na construção do tabernáculo e na construção do templo mostra um espírito de beneficência não igualado pelos cristãos de qualquer época posterior. Eles haviam acabado de ser libertados de sua longa servidão no Egito, e andavam errantes no deserto; no entanto, mal foram livrados dos exércitos egípcios que os perseguiam em sua precipitada viagem, veio a Moisés a palavra do Senhor, dizendo: “Fala aos filhos de Israel que Me tragam uma oferta alçada; de todo o homem cujo coração se mover voluntariamente, dele tomareis a Minha oferta alçada” (Êx 25:2). 

Todos deram com espírito voluntário, não uma limitada porção de suas posses, mas uma grande quantidade do que tinham. Devotaram-no voluntária e alegremente ao Senhor, e foram-Lhe agradáveis assim fazendo. Não Lhe pertencia tudo? Não lhes havia Ele dado tudo quanto tinham? Se Ele o pedia, não era seu dever devolver-Lhe o que era dEle? Não foi preciso insistência. O povo levou ainda mais do que foi solicitado, sendo-lhes dito que
parassem, pois já havia mais do que podiam empregar (Review and Herald, 17 de outubro de 1882).


******************************************************


-> Texto: Ellen G. White, do devocional 2013 “Perto do Céu”, da Casa Publicadora Brasileira.
-> Música: Em Quatro, “Ele oferece o Seu amor”
-> Narração: Amilton Menezes

20130303

A sedução das riquezas

Play




O amor do dinheiro é a raiz de todos os males; e alguns, nessa cobiça, se desviaram da fé e a si mesmos se atormentaram com muitas dores. I Timóteo 6:10


Alguns dos que professam crer na verdade têm pouco discernimento e não conseguem valorizar a dignidade moral. Pessoas que se gabam de sua fidelidade à causa e falam como se soubessem de tudo não são humildes de coração. Elas valorizam o fato de ter dinheiro e propriedades, esquecendo-se de que isso não confere favorecimento algum para com Deus. O dinheiro tem poder e exerce grande influência. Excelência de caráter e valor moral são frequentemente passados por alto, se possuídos por um homem pobre. Que interesse tem Deus no dinheiro e na propriedade? O gado sobre milhares de montanhas é dEle (Sl 50:10). Também é dEle o mundo e tudo o que nele há. [...]

20130302

Ajudando outros

Play




Honra ao Senhor com os teus bens e com as primícias de toda a tua renda, e se encherão fartamente os teus celeiros, e transbordarão de vinho os teus lagares. Provérbios 3:9,10

Deus é plenamente capaz de cumprir Suas promessas. Todo bem terreno provém da mão dEle. Os recursos do Senhor são infinitos e Ele os emprega todos na realização de Seus propósitos. Os administradores fiéis, que usam sabiamente os bens que Deus lhes confiou para a proclamação da verdade e para abençoar a humanidade sofredora, serão recompensados por proceder assim. Deus fará transbordar suas mãos enquanto repartem com outros. Ele promove o avanço de Sua causa na Terra por meio dos mordomos a quem Ele confiou o capital que Lhe pertence. Alguns há que, embora desejassem grandemente obter riquezas, cairiam na ruina se as possuíssem. Deus pôs à prova alguns indivíduos emprestando-lhes talentos em forma de bens. Estava em seu poder fazer mau uso desse dom ou usá-lo para a glória dEle. [...] Foram experimentados, provados e achados em falta no uso do que era de outro como se fosse seu. Deus não confia a tal pessoa as riquezas eternas.

20130301

Sacrifício pela causa de Deus

Play









Se queres ser perfeito, vai, vende os teus bens, dá aos pobres e terás um tesouro no céu; depois, vem e segue-Me (Mateus 19:21).


Disse Jesus [para o jovem rico]: “Dá aos pobres” [...] Nessa referência direta, Cristo identificou o ídolo do jovem. O amor pelas riquezas reinava supremo; portanto, era-lhe impossível amar a Deus “de todo o coração, de todo o entendimento, e de toda a alma” (Mc 12:33. E esse amor supremo às riquezas o cegara para as necessidades do próximo. Ele não amava o próximo como a si mesmo, por isso, fracassara em observar os seis últimos mandamentos. [...]
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...